NAMORO À DISTÂNCIA: 10 DICAS PARA FAZER FUNCIONAR

0
1024

Apenas nos EUA, mais de 14 milhões de casais definem-se como estando em um relacionamento à distância.

A despeito do número impressionante de pessoas envolvidas nesse tipo de vínculo, uma dúvida paira no ar: será que um namoro à distância pode funcionar de verdade?

A resposta: sim, pode. A bem dizer, uma pesquisa realizada na Universidade de Utah mostrou que casais envolvidos relacionamentos à distância relatavam níveis similares – e em alguns casos até maiores – de satisfação emocional e sexual que casais tradicionais.

Segundo Karen Blair, Ph.D, coautora do estudo, estar longe intensifica o empenho de ambos em áreas do relacionamento que casais que moram junto em geral tomam por garantidas. As conversas tendem a ser mais significativas e temas de cunho sexual vêm à tona com maior frequência, numa tentativa de manter a intimidade.

NÃO É UMA RECEITA DE BOLO

Apesar dos bônus citados pela doutora Karen, se fosse possível oferecer um cardápio de opções amorosas, certamente o relacionamento a distância não estaria entre os pratos mais pedidos.

Alguns dizem que a ausência suaviza o coração, mas isso é romantização barata: ainda que a distância ofereça a vantagem de permitir que o relacionamento seja construído mais lentamente, estar longe de quem você deseja é uma merda.

O lance é que qualquer relacionamento requer esforço. E, se você quer que as coisas funcionem à distância, será necessário atentar para alguns pontos importantes:

1 – ESTABELEÇA A CONFIANÇA.

Um relacionamento sério à distância não é um brinquedo para crianças.

Se você tem bagagens não resolvidas – p.ex.: foi traído no passado e tem receio de que isso venha a acontecer de novo, ou se acha uma pessoa carente, ou insegura, etc -, a tarefa de manter um namoro à distância está além da sua capacidade. Assuma logo isso e pule fora. Não gaste o tempo dela.

Se perceber que é ELA quem tem bagagens, não gaste o SEU tempo: caia fora imediatamente e sem pensar duas vezes.

Entretanto, se vocês se acham prontos e decidiram encarar a empreitada, faça valer sua palavra: confiança sempre foi um elemento importante nas interações românticas – e na distância ela se torna um ingrediente ainda mais crítico.

É fácil permitir que a imaginação crie asas, resultando em preocupações corrosivas. A saída: tornem-se confidentes, façam planos e estabeleçam uma rotina de contato virtual e físico. Seja sempre claro sobre o que está buscando e o que espera do relacionamento – o que nos leva a deduzir que…

2 – COMUNICAÇÃO É TUDO!

Sua capacidade de comunicação é a chave. Leia muito, escreva muito e aprimore sua habilidade para expressar ideias e emoções.

Reserve 15 minutos por dia para conversar com ela sobre assuntos relevantes: seus planos para as próximas semanas ou meses, sua família, seu trabalho, seus sentimentos e os valores que moldam sua felicidade.

Uma vez que a interação entre vocês baseia-se – na maioria das vezes – na conversação por mensagens de texto, o papo deve ser interessante e recheado de propósitos. Por exemplo: ao invés de perguntar “como foi seu dia?”, torne a pergunta mais significativa: “Como foi a reunião com tal pessoa no seu trabalho hoje?”. Isto denota seu grau de cuidado com o significado dela para você.

Tenha muito cuidado com o que diz e COMO diz: erros de interpretação podem ter desdobramentos desagradáveis. A entonação de voz e a linguagem corporal respondem por mais de 70% da comunicação. Em mensagens de texto, você não tem a chance de utilizar estas ferramentas. Tente contornar o problema trocando também mensagens de vídeo ou utilizando a câmera do celular ou do seu computador para chats em tempo real.

Morando na mesma cidade, longos períodos de silêncio tendem a passar despercebidos. Na distância, esses mesmos períodos passam uma mensagem de desinteresse. Mande um “oi” diariamente. Se a rotina estiver muito cheia e corrida, encontre um tempo pelo menos para compartilhar notícias do que você fez ou simplesmente para dizer que pensou nela quando fazia ou via alguma coisa. A melhor parte disso é saber que a natureza do seu relacionamento significa que ambos não estão sendo “vigilantes”, mas atenciosos.

Finalmente, descubra qual o meio de comunicação ideal para vocês. Ter longas conversas TODO SANTO DIA pode ser um pé no saco. Além disso, algumas pessoas não gostam de receber mensagens durante o horário de trabalho, outras adoram receber várias pequenas mensagens espalhadas ao longo do dia. Definam qual padrão é o mais aplicável para vocês dois.

3 – TENHAM ENCONTROS REAIS PERIODICAMENTE.

Quanto mais tempo vocês passarem longe, maior a probabilidade de construírem imagens idealizadas um do outro. Uma vez que ela jamais será capaz de atingir a perfeição que você imaginou, o desapontamento será certo. Por isso, priorize as visitas!

Viaje para vê-la ou traga-a até você uma vez a cada 2 ou 3 semanas, se possível. Confira sua agenda e marque os encontros com pelo menos duas semanas de antecipação: eles valerão cada centavo e cada minuto.

O planejamento desses encontros é um modo bastante eficaz para criar uma visão compartilhada de futuro. Curtam esses planejamentos: eles serão uma das partes mais saborosas da distância. Mas fique atento para o fato de que você será inundado por novos eventos e novas pessoas todas as vezes que visitar a cidade dela – e vice-versa. Então, desliguem suas bugigangas tecnológicas e desfrutem o momento.

Apesar dos encontros serem intensos, não é recomendável que vocês passem todo o tempo sozinhos. Pode ser tentador se fechar em casa e esquecer o mundo lá fora, mas isso não é saudável. Um relacionamento sólido deve ser capaz de funcionar bem no senso comunitário das convivências. Leve-a para conhecer seus lugares e amigos preferidos.

4 – LIDE COM OS ATRITOS DE MODO EFICAZ.

Ir para a cama sentindo raiva dela é péssimo. Imagine isso com 800 km de distância entre vocês dois… uma receita pronta para insônia.

Sempre que perceber algum atrito ou falta de sintonia, pergunte. Pergunte abertamente. Seja objetivo, mas não repetitivo. Acertem de antemão as perguntas que serão feitas para evitar atritos e façam um acordo tácito para que as respostas sejam sempre sinceras – nada de cinismo ou sarcasmo nessas horas, isso não ajuda.

Por exemplo: combine que sua senha para evitar atritos será dizer: “Acho que você anda meio de lado e preocupada. É algo em que eu possa ajudar?”. Se ela responder que está tudo bem, então está tudo bem. Se ela disser que não está tudo bem, pergunte se está ok ligar para ela. E então ligue. Não fique discutindo por mensagens de texto, memes, emoticons ou posts filosóficos no Facebook. Ligue. Pegue a porra do telefone, ligue e converse como um Homem.

Acima de tudo, tenha sabedoria para escolher suas batalhas. Quando você está namorando alguém que vê regularmente, tudo tem o potencial de virar uma discussão com portas batendo e saídas dramáticas de casa. Discussões são quase inexoráveis quando vocês dividem a mesma casa ou passam muito tempo juntos. Em um relacionamento à distância, você será forçado a escolher muito bem sobre o que brigar ou discutir. Aprenda a pedir desculpas e simplesmente deixar algumas coisas para lá.

5 – CUIDE DO FRESCOR.

Sabe o deslumbramento do primeiro encontro? Do primeiro beijo, do primeiro sexo, da primeira noite em que dormiram juntos? Mantenha-o! Proteja-o! Continue flertando com ela e fazendo aquelas pequenas coisas tolas agradáveis do começo. Descubra maneiras para expressar carinho e reforçar a intimidade: desenvolvam uma linguagem em código e utilizem-na para comentar os posts nas redes sociais um do outro.

Demonstre seus sentimentos sempre que tiver a oportunidade, mas procure não saturá-la demasiadamente com isso. A manifestação de sua ternura está implícita quando você descreve as qualidades dela que lhe atraíram, porque a escolheu para ser sua, as coisas peculiares que ela faz que lhe agradam e o tamanho da saudade que ocupa a casa todas as vezes que ela parte.

6 – CURIOSIDADE E APRENDIZADO CONTÍNUO.

Com o tempo, você pode cair na armadilha de achar que já sabe tudo que precisava sobre ela. Pense novamente: vocês moram a dezenas ou centenas de quilômetros de distância. Existem fatias enormes dos dias dela – e da vida dela como um todo – que você não presencia. Sem parecer intrusivo ou dominador, faça perguntas que explorem esses hiatos: o que há de tão legal no lugar que ela sempre vai quando sai com os amigos e amigas? Que tipo de música toca por lá? O que ela pede para comer e beber?

Tenha em mente que vocês são pessoas diferentes, com necessidades, emoções e níveis de tolerância diferentes. Nos dias mais cansativos, é provável que ela esteja pregada e queira ficar quieta, em silêncio. Ou, pelo contrário, queira conversar e desabafar com você.

A distância pode terminar sendo mais difícil para uma das partes em comparação à outra. Estude-se e analise sua gata: a saudade pode bater em intensidades diferentes em um de vocês, de tempos em tempos e pelos mais diversos motivos. Seja compreensivo. Mantenha-se atento a estas variações e corresponda de modo afável.

 7 – SIGA SUA VIDA…

 Contorne os períodos de solidão mantendo-se atarefado com amigos e familiares. Não abandone sua vida social. E JAMAIS mergulhe na neura do ciúme: os fantasmas que você cria na sua cabeça serão invariavelmente piores que a realidade da situação.

Se não há alternativa, então curta a distância! Usufrua suas amizades, saia, divirta-se, trabalhe no que ama e abrace sua vida como ela é. A relação pode ser próxima ou distante, mas em qualquer situação você continua sendo um Indivíduo. Tenha sua individualidade. Quanto maior for o seu universo, mais você terá para compartilhar com ela.

Se você tropeçar na ideia de infidelidade, não racionalize pensando “nem estamos juntos de verdade…”. Livre-se dessa ideia idiota, ligue para ela e diga que a ama. Diga que a ama de todas as maneiras e por todos os meios possíveis. Expressar seu afeto não significa ser “molenga” ou “fraco”. Pelo contrário: apenas homens fortes tem a segurança necessária para baixar a guarda sem medo.

8 – … MAS MANTENHA-A POR PERTO.

Integrar sua gata à sua vida é um modo adulto e prático para diminuir as desconfianças naturais que surgirão no caminho. Isso não significa controle ou subserviência, mas gentileza. Pequenos gestos, grandes significados, certo?

Então encomende uma cesta de café da manhã para ser entregue na casa dela, escreva cartas e mande pelo correio (sim, correio!), envie flores, ou um pendrive com músicas ou filmes, ou uma passagem de avião, ou providencie algo para que ela se lembre de você (que tal na próxima visita fazer um passeio romântico e presenteá-la com um colar delicado com um pingente significativo?).

Leiam o mesmo livro e conversem sobre ele. Façam testes de personalidade e compatibilidade e divirtam-se comentando os resultados. Coloquem seus alarmes para despertar na mesma hora e liguem um para o outro como forma de avisar “tá na hora de desligar o recurso soneca”? Uma conversa rápida de manhã é uma boa maneira de manter a sintonia.

Envie mensagens engraçadas durante o dia sobre coisas que você está fazendo, ou peça para ela enviar uma lista com o que gostaria de encontrar na sua casa na próxima visita, e então agende o horário de ir no supermercado e conversem pelo Whats (ou similar) durante as compras.

Ainda que não possa estar fisicamente presente, você pode fazê-la sentir-se próxima adicionando tempero. Sexo virtual, cartas picantes, vídeos eróticos, fotos sensuais. O sexo é uma parte importante de qualquer relacionamento, não interessa a distância.

Quando as coisas estiverem mais firmes, deixe algumas roupas suas na casa dela, assim sua mochila ficará mais leve nas próximas viagens – e ela terá lembranças de você mesmo quando estiverem distantes.

9 – PENSE NO LONGO PRAZO.

Provavelmente, a distância não é um arranjo permanente. Talvez não agora, mas um dia ela deixará de existir. Se há um interesse genuíno de ambos nos laços que estão construindo, essa conversa deve ser colocada na mesa: o que vocês planejam para o futuro? Irão morar na mesma cidade, na mesma rua, na mesma casa? Mudarão para um trailer e viajarão pelo mundo? Quanto tempo acham ser possível levar a relação desse jeito? Ou vocês dois estão realmente tranquilos por não terem um plano de mudança?

A certeza de que estão caminhando na mesma direção é um dos principais preditores de sucesso em qualquer relacionamento. Reflita sobre isso e certifique que estão falando o mesmo idioma e lendo a mesma página de suas histórias.

Independente do que você decidiu para si, tenha honra e honestidade para dividir suas ideias com ela – e escutar a contrapartida.

 10 – SEJA GRATO.

Você possui o melhor de ambos os mundos: tem alguém para amar e ao mesmo tempo tem sua independência.

O grande fardo dos relacionamentos convencionais é justamente a incorporação – muitas vezes forçada – de outra pessoa em sua vida. Se você tem uma natureza independente, essa intrusão pode causar desgastes. Mas, na distância, você pode manter seu estilo de vida ao mesmo tempo em que constrói um relacionamento pleno, saudável e maduro com alguém imbuído do mesmo senso de compromisso e confiança. Brinde a isso!

Deixe uma resposta