A TENDÊNCIA PARA DEPENDÊNCIA É GENÉTICA?

0
108

Sim, é.

Indivíduos que são jogadores compulsivos possuem 3 vezes mais chances de ter um dos pais com o problema e 12 vezes mais chances de possuir um avô ou avó com o transtorno. Filhos de pessoas alcoólatras possuem 60% mais chances de se tornarem alcoólatras quando comparados a pessoas sem a doença na família. Associações semelhantes são encontradas em pessoas com obesidade, autismo, tics nervosos, compulsão por compras, comportamentos agressivos, dependência química, tendência para violência, vício em pornografia e crueldade patológica.

De um modo geral, a herança genética responde por 49% da dependência de álcool em homens (h) e 64% em mulheres (m); para cocaína, 44% (h) e 65% (m); para maconha, 33% (h) e 79% (m); e para cigarro 53% (h) e 62% (m).

Dependências que surgem na tenra idade em geral estão relacionadas a fatores ambientais, ao passo que dependências que surgem durante ou além da idade adulta costumam estar mais associadas à influência dos genes.

__________
Fonte: Love T et al. Neuroscience of Internet Pornography Addiction: A Review and Update. Behav Sci (Basel). 2015 Sep; 5(3): 388–433.

Deixe uma resposta