SOBRE A MATURIDADE

0
200

Ah, a Maturidade, esse conceito que não se define pela idade em si, mas pelos aprendizados que ao longo da vida vamos acumulando. Maturidade significa parar de querer mudar os outros. É cessar o movimento de procurar defeitos em “loop” infinito e aceitar as pessoas como elas são. Afinal, seríamos hipócritas se não fosse assim, visto que queremos ser aceitos o tempo todo!

Maturidade é entender que todos estão certos sob suas próprias perspectivas e que não existe uma verdade absoluta.  Maturidade é sublinhar, relevar e deixar ir aquilo que não é mais nosso: o amor que acabou, o amigo que se transformou, o emprego, o apartamento, o carro. É deixar para trás o que não nos cabe mais: as roupas apertadas, os sapatos que tomaram a forma dos nossos pés, os livros que tanto nos ensinaram e que podem ensinar outras pessoas. É deixar a vida acontecer de acordo com propósitos muito maiores do que os nossos simples desejos. Aliás…. Maturidade é definir propósitos.

Maturidade é saber dosar as expectativas e compreender que desentendimentos fazem parte de todas as relações afetivas. Maturidade é estar em PAZ consigo. Maturidade é parar de buscar a aprovação das pessoas para ser feliz.

Maturidade é saber discernir entre o que você precisa e o que você quer, e sem drama. É aprender a abrir mão das vontades imediatas. Maturidade é deixar de enxergar a felicidade apenas em coisas materiais. A felicidade não está em Paris, está na companhia que vai com a gente a Paris ou à padaria da esquina.

A verdade é que só atingimos a maturidade conforme vamos envelhecendo… Não dá para desvincular uma coisa da outra. Então, já que é impossível decidir parar de envelhecer, que a gente escolha florescer, mesmo sabendo que as flores não duram para sempre.

Deixe uma resposta