PONHA SEUS PÉS PARA CAMINHAR SOBRE BRASAS

0
183

Todo mundo tem algo em si que gostaria de mudar. Talvez ficar mais em forma, procrastinar menos, escrever um livro, poupar mais dinheiro, ler mais, adquirir uma habilidade especial…

Você já disse isso quantas vezes para si mesmo? Que iria aprender violão, ou passar a alimentar-se de modo mais saudável, quem sabe começar um curso de idiomas ou uma pós-graduação? Mas os dias passaram e aquela vontade inicial toda foi evanescendo no éter, se dissipando em uma névoa de outras coisas, até não sobrar nem um cheiro dela.

É isso que fazemos. A maioria de nós, repetidamente. E sabemos que agir assim leva a lugar algum. Simplesmente não funciona.

Pois vou lhe contar o que funciona: o que funciona é segurar seus pés na brasa. Aguentar a fervura. Comprometer-se com a mudança ao nível dos seus ossos. E então ela acontecerá.

Alguns exemplos de como fazer isso:

– Você quer participar de um evento e fica procrastinando. Digamos que todo ano você ensaie para participar de uma semi-maratona na sua cidade, mas termina sempre pulando fora. Comece a postar isso no seu Facebook, Instagram, Whatsapp. Comece a dizer que irá participar da corrida, na chuva ou no sol, no vento ou na neve, no meio do ciclone, por entre escombros de uma guerra nuclear atômica, não interessa!Espalhe a notícia de que, no dia do evento, você estará lá! Exponha-se. E seus amigos farão o papel da brasa para você, mantendo o ímpeto aquecido.

– Você quer ficar mais em forma e não consegue ter disciplina. Proceda da seguinte maneira: combine com um amigo para ser seu treinador motivacional. Peça para ele começar a lhe mandar mensagens uma hora antes do seu horário previsto de malhação. Dê a ele liberdade para lhe xingar com todos os nomes possíveis caso você arrume alguma desculpa esfarrapada para faltar ao treino. E combine uma multa caso seu comportamento preguiçoso seja recorrente: se você faltar à malhação duas vezes em uma semana, irá ao cinema ou no bar com seus amigos no sábado usando um nariz de palhaço e uma peruca azul o tempo todo. Particularmente, usei essa tática e eliminei 24 kg de gordura corporal quando tinha 39 anos de idade – mas guardei a peruca e do nariz para o caso de o peso ameaçar a voltar. Não voltou.

– Você quer ampliar seus conhecimentos em uma determinada área. De repente você deseja aprender a tocar violão ou desenvolver mais foco e determinação, por exemplo. Que tal colocar a mão no bolso e pagar um professor de violão confiável que receba antecipadamente? Ou matricular-se online em um curso de Coaching ou PNL para um final de semana? Faça isso agora, antes que a ideia desapareça. Coloque suas fichas na mesa de uma vez. O receio de fazer papel de tolo tendo gasto algum dinheiro por algo que você não foi buscar certamente será uma brasa no seu pé. Foi assim que consegui tirar minha habilitação de moto e me envolvi em uma expedição de trekking de duas semanas pela Patagônia Chilena – uma das experiências mais incríveis da minha vida até aqui!

Em resumo: se quer mesmo manter consistência para alcançar algo, comprometa-se com isso, de verdade. Fale com todo mundo que você conhece sobre seu plano e quando irá concluí-lo. Publique nas suas redes sociais. Espalhe a notícia. Invista e pague o preço. Permita que o constrangimento na frente de todos os seus conhecidos, na frente de sua própria consciência e de sua conta bancária, seja sua punição ao falhar nesse cronograma – e este mesmo constrangimento se tornará seu braseiro em chamas.

Quando se trata de mudar um hábito, a maioria das pessoas continua fazendo a mesma coisa, uma vez depois da outra: elas fazem sempre aquilo que não funciona. Não seja como essa manada: dê um passo maior, vá além. Ponha seus pés para caminhar sobre brasas – e segure-os lá. Não seja condescendente consigo mesmo, não alivie sua barra quando as coisas esquentarem. O mundo só é duro para quem é mole. Seja mais duro que o mundo.

 

Deixe uma resposta