O QUE É TER PEGADA?

0
307

Hoje em dia, muito se fala sobre Pegada. Popularmente, o termo virou uma combinação de ambição e ousadia no domínio dos relacionamentos amorosos. Mas a Pegada vai além desses jogos de sedução & alcova: é uma perturbação que está no pilar do entusiasmo que sustenta o destino que você deseja para si. É um tipo de convicção que nos mantém lutando mesmo quando tudo parece agir para impedir o progresso. Pegada é o que você precisa ter para alcançar qualquer coisa que tenha importância.

Na maioria das histórias, as batalhas mais importantes ocorrem sempre debaixo da superfície. Quando vemos alguém que atingiu algum sucesso, estamos vendo apenas isso – o sucesso -, mas raramente contemplamos as batalhas escondidas. Enxergamos o brilho de fora, nunca a pegada interna.

No livro “Grit: The Power of Passion and Perseverance”, a autora Angela Duckworth apresenta vários estudos que correlacionam triunfo com Paixão e Perseverança, e sugere maneiras para fomentar sua “pegada” – e, consequentemente, suas chances de sucesso.

Segundo Duckworth, a paixão embutida na pegada não tem nada exatamente de sensual. Ela não está relacionada às atividades do hábito, mas sim com o quadro geral daquilo que você espera para sua vida. É a paixão dentro da pegada que conecta seus objetivos mais elevados às circunstâncias mundanas de sua rotina.

É preciso haver uma idéia maior, inspiradora o suficiente para lhe manter focado enquanto você passa por todos aqueles obstáculos nada elegantes do dia a dia. A paixão é este tempero mágico de ingredientes pouco deliciosos que permeia a jornada. Ela é rica em energia e intuitos, e desprovida de fagulhas transitórias.

Se, na equação da Pegada de Duckworth, a Paixão corresponde à primeira metade, a Perseverança responde pelos outros 50%. E ela também tem seus custos embutidos. Para que a perseverança funcione, a mente deve, antecipadamente, aceitar os sacrifícios que acompanham o percurso. É preciso disposição para reconhecer as perdas que ocorrerão – e ser capaz de reerguer-se a partir de cada uma delas. E isso não é fácil.

As perdas, especialmente quando dizem respeito a algo que lhe é muito querido, podem ser devastadoras. O choque com a realidade é doloroso: ouvir “não” uma vez depois da outra pode drenar sua cobiça em prosseguir. Perseverar significa ultrapassar as fronteiras dessas rejeições e encarar cada derrota não como uma parede, mas como uma ferramenta.

Perseverar é tomar conscientemente a decisão de que existe o risco de dor e é seu papel aceitá-lo e recebê-lo sem revoltas inúteis. Se você não estiver alerta para o desconhecido ameaçador, a competitividade ferrenha, a rejeição contumaz e os demais riscos do trajeto, assim que os golpes ocorrerem, você desistirá e se abrirá em prantos como uma criança decepcionada.

COMPROMETIMENTO SEM PREVISÃO DE RECOMPENSA

Todos nós temos nossas próprias noções de sucesso; a maioria delas equivale a glórias que são difíceis obter e que tornam aqueles que as atingem pessoas mais únicas de certo modo. Justamente por isso, o sucesso nunca ocorre da noite para o dia. Ele se correlaciona ao Tempo.

A Pegada sabe que existem padrões de eficiência na estrada para o sucesso. Mas existem atalhos? Não, raramente existem atalhos. E ela também sabe disso.

O sucesso de verdade requer um longo período de investimento; e, quanto mais tempo ele levar para ocorrer, maiores serão as oportunidades de perda, rejeição e desinteresse. Por isso a Pegada é uma qualidade que deve ser estimulada de modo contínuo – e não em surtos de doses cavalares.

É óbvio que, sozinho, o tempo não leva ao progresso. Atenção deliberada e prática também são necessárias. Todavia, em geral é necessário um comprometimento de pelo menos alguns anos para merecer a maioria das conquistas convencionalmente consideradas relevantes.

Em 2011, Benjamin Jones e Bruce Weinberg publicaram um artigo onde analisavam 525 prêmios Nobel entre 1900 e 2008. Eles pretendiam estudar a associação entre idade e o momento em que as grandes descobertas foram feitas. Com algumas poucas exceções, todos os ganhadores produziram seus melhores trabalhos bem depois dos 30 anos de idade. Resultados como esses também foram observados entre músicos, poetas e atletas, e sempre de modo consistente: grandes troféus e grandes habilidades nutrem-se de Tempo.

Pegada tem a ver com Atitude, não intensidade. Sua capacidade de atingir metas correlaciona-se diretamente com o Tempo aplicado em persistir no caminho, e existe um nível mínimo de investimento antes que algum resultado expressivo possa ser percebido.

UM MANTRA

O Magnífico não baterá na sua porta trazido em uma carruagem chamada conforto: é preciso mais. É preciso paixão, perseverança e atitude para ir lá e buscá-lo..

A Pegada pode ser um conceito e uma área de estudo recente, mas os sentimentos que a constituem são ancestrais, sustentados por raízes de sabedoria com milhares de anos de profundidade e provações.

O mundo não foi colocado aí com o único propósito de satisfazer suas vontades – muito pelo contrário. Mas sua missão é exatamente mudar essas probabilidades. Faça isso. Inspire-se com as oportunidades e desenvolva sua Pegada!

Deixe uma resposta