TESTES DE CONGRUÊNCIA – PARTE IV: COMO PASSAR?

0
242

Vou repetir para que você não se esqueça disso. Guarde estas palavras:

Por mais assustador que possa parecer, muitas vezes as mulheres sequer percebem que estão lhe testando. Testes de Congruência são, em sua maioria, inconscientes e raramente pessoais.

Elas utilizam esses testes para peneirar os parceiros disponíveis. Este comportamento faz parte de uma programação tão automática que, quando confrontadas com esse comportamento (“Você está me testando?”), elas NUNCA assumem o ocorrido. Não ache isso estranho.

Para passar bem em um Teste de Congruência você deve presumir que os testes dela são um sinal de flerte. Pense que ela está agindo daquela maneira porque, lá no fundo, gostou de você e deseja levar aquilo adiante – desde que você prove seu valor. Portanto, para se sair bem nessas provações, você deve:

1. APRENDER A RECONHECER OS TESTES. Elas irão testar se você tem segurança para sustentar o olhar quando encara, irão fazer perguntas para confrontá-lo, mexerão com seu emocional ou tentarão deixá-lo sem jeito. Reconheça que muitos diálogos e eventos não são ocorrências aleatórias ou meras coincidências: eles são testes.

2. ACEITAR QUE NÃO IRÁ COMER TODAS AS MULHERES DO MUNDO. Se ela é uma completa estranha e deu de ombros e virou as costas para suas investidas, ou disse com todas as letras “Me deixe em paz, não estou interessada”, então largue-a para lá. Assim como alguns concursos não valem o preço da inscrição para prova, alguns testes não compensam o esforço.

3. COMPREENDER COMO PASSAR COM LOUVOR. Perceba como essas palavras foram escolhidas: “compreenda” não é “aprenda”. Por exemplo: compreenda como estudar, e você aprenderá a tirar boas notas. Compreenda onde os peixes vão, e você aprenderá a ter mais sucesso nas suas pescarias. Compreenda que CADA parte da sua vida é um teste – sua força, sua coragem, sua honra, sua disciplina e sua sabedoria; mantenha-as todas no nível mais alto e JAMAIS, sob qualquer circunstância, ceda terreno abrindo mão do seu grau de excelência em cada uma delas.

4. RESPIRAR E CONTROLAR SEU TOM DE VOZ. Mantenha seu tom de voz firme e confiante. Apesar das aparências, ela não está irritada com você: ela está lhe testando. Não reaja com agressividade. Resista à tentação de perder o controle. Ela quer explorar sua capacidade de manter o equilíbrio. Seja como James Bond: elegante, calmamente assertivo e com um admirável jogo de cintura.

5. RIR DE SI MESMO. Se ela lhe provocar com ofensas, divirta-se com isso. Se ela disser: “Putz, mas essa cantada é muito velha, hein?”. Sorria e responda calmamente: “Eu sei, eu falei de propósito. Achei que algo adaptado para sua faixa etária faria você se sentir mais confortável”. O objetivo é manter-se relaxado e imune à opinião dela. Nunca leve uma mulher muito a sério.

6.SER CONSISTENTE. Defenda suas intenções, sua sexualidade, seus gostos e seus valores, recebendo os testes de modo positivo, sem timidez ou hesitação. Faça ela se expor ou expresse seus limites com jeito: se ela começar a depreciar você, não fique quieto, aguentando covardemente em silêncio para evitar um conflito. Mas isso não significa insultá-la ou atacá-la: faça-a entender que ela não está construindo um juízo correto a seu respeito, ou está sendo desinteressante ou agindo como uma mulher insegura. Você deve deixar claro que você não se sente seduzido ou atraído por aquele tipo de atitude. E se ela continuar agindo assim, perderá sua atenção.

7. SER FIRME. Deixar alguém embaraçado nunca é um bom negócio, mas algumas vezes isso é útil para fazer a outra pessoa enxergar o próprio comportamento. Atitudes rudes, deselegantes e infantis não são exatamente o que você busca em uma mulher inteligente. Expresse essa opinião de modo claro, se for necessário, e não se importe se ela achar ruim.

8. SABER QUE CHUMBO TROCADO NÃO DÓI. Se ela disser “Putz, mas essa cantada é muito velha, hein?”, responda: “Para ser uma cantada, eu teria que estar interessado em você”. Não diga que você não está interessado – isto seria uma manobra defensiva, um passo para trás e um sinal de fraqueza. É lógico que você está interessado. Caso contrário, não teria chegado nela pra começo de conversa. Mas sua atitude mantém o equilíbrio de poder nas negociações. E agora ela é quem terá que se justificar.

9. TER SENSO DE HUMOR. Isso demonstra que você é capaz de rir da situação e de si mesmo, com desapego e sem levar qualquer provocação para o lado pessoal. Você pode ser bobo, usar exageros ou fazer piadas falsamente autodepreciativas. Provoque ou devolva o desafio: dê a ela um pouco do próprio veneno. Demonstre que você entende e domina o jogo, e que você gosta disso.

10. RELAXAR. Nem tudo é um teste. Apesar de manter o estado de alerta ser extremamente recomendável, não se torne paranoico. Nem tudo que a gata disser será um teste. Todavia, se ela insistir e claramente aumentar o nível dos desafios, isto pode ser um bom sinal de que ela está interessada em você.

Em todos os casos, não a leve muito sério. Mais que isso: não se leve a sério. Não leve as ofensas para o lado pessoal. Simplesmente aproveite o clima de flerte para aprender de verdade e divirta-se com a situação às custas dela.

Entretanto, se você agir de modo tenso e sério, isto denotará insegurança da sua parte. Lembre-se que a intenção dela por trás dos testes é checar se você é mesmo um Homem de verdade.

Mulheres desejam desafios. Elas querem que você seja o desafio. E uma mulher irá desafiar você para saber se você é ponta firme ou é só mais um babão que fará todas as vontades dela. Ela não irá passar meses ou anos para determinar isso: ela quer saber isso aqui e agora.

Testes de congruência não são armadilhas para humilhar ou abater você, mas atalhos para examinar se você é um menino ou um Homem de verdade. Os testes podem ser dela, mas a decisão de QUEM VOCÊ É será sempre sua.

 


Aprenda mais sobre Testes de Congruência lendo a série completa:

PARTE I: VOCÊ SABE O QUE SÃO?

PARTE II: QUAL O OBJETIVO?

PARTE III:  VOCÊ SABE COMO DETECTAR?

PARTE IV: COMO PASSAR?

PARTE V: TÉCNICAS PARA EVITAR NAUFRÁGIOS

PARTE VI: CENAS PRÁTICAS

PARTE VII: UM ÚLTIMO AVISO DE CAUTELA

Deixe uma resposta